Adotado no Evelyn's Place.com "As palavras não valem nada até lhes darmos o significado que nós queremos". Pra. Adriana

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

A Força da Igreja


“Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso e trabalhar em conjunto é a vitória”

Henry Ford

Quero falar sucintamente nesse texto sobre o que é uma igreja e qual é a sua força. É muito comum as pessoas usarem a palavra igreja para descrever um edifício e essa definição rouba o real significado da palavra. Se igreja não é um edifício construído de tijolos e cimento, o que é então?

O significado original desta palavra, que é bíblico, é totalmente voltado ao povo de Deus. Se dissermos que a igreja é um edifício, então esse é um edifício construído com pedras vivas. Pedras vivas? Existe isso?

Sim, analogicamente! Em 1 Pedro 2:5 diz: “Também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo”. Nós cristãos que somos essas pedras vivas somos chamados santos e membros da família de Deus: “Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor, no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito” (Efésios 2:19-22).

Fica claro a mim com apenas esses versos que uma igreja não é um edifício de tijolos, mas uma comunidade composta por cristãos, que forma um corpo social organizado, instituído por Jesus Cristo. E Jesus veio estabelecer uma igreja forte, por isso disse a Pedro: “Tú és pedra, e sobre esta pedra edificarei minha a igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16:18). Jesus está falando aqui de pessoas, de pedras vivas construídas sobre Ele - a fundação sólida. Me importa a ideia que a palavra “pedra” me dá, uma ideia de força, consistência e durabilidade. Jesus veio estabelecer uma igreja, que somos todos nós! Uma igreja forte, firme, alicerçada, resistente e acima de tudo possuidora da eternidade.

E falando sobre os alicerces da Igreja Jesus disse: “24 Aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática é semelhante a um homem prudente, que edificou sua casa sobre a rocha. 25 Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela, porém, não caiu, porque estava edificada na rocha. 26 Mas aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é semelhante a um homem insensato, que construiu sua casa na areia. 27 Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela caiu e grande foi a sua ruína” (Mateus 7:24-27).

Está é uma parábola que nos ensina onde devemos estar firmados. A igreja construída na santíssima palavra jamais arruinará, ela se manterá de pé e inabalável. E nós como conhecedores da palavra devemos saber que: o que nos constitui é a união. Não se tem uma igreja com uma só pessoa, todos nós fazemos parte de um mesmo corpo, a igreja é o corpo de Cristo e não a mão, antebraço, braço ou o pé, cocha, quadril separados e sozinhos. Só somos igreja se formos unidos a outros indivíduos (1 Coríntios 12:12). A não ser que sejamos o Mãozinha da família Addams. Tenham a certeza de que uma mão sem corpo morre, apodrece e desaparece! Ninguém prevalece se não estiver alicerçado na rocha, se não estiver ligado ao corpo.

Jesus disse: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18:20). A igreja nasceu para estar unida, como membros de um corpo que nascem ligados um no outro e com uma só cabeça, assim é a igreja com Cristo! (Colossense 1:18). Paulo falou da igreja, neste sentido quando escreveu: “...Cristo é o cabeça da Igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo” (Efésios 5:23). Jesus é o cabeça sobre todos aqueles que o servem.

Sendo o Senhor Deus Todo Poderoso, a essência de toda a sabedoria, ensinou-nos falando através do apóstolo Paulo a maneira como deve viver a Igreja, mostrando que ela deve viver unida, coesa e em sintonia, do mesmo modo como vive o corpo humano. Ora, se a Igreja é o Corpo de Cristo, deverá viver como um organismo que comporta os membros desse corpo na mais perfeita harmonia, cada um desenvolvendo o trabalho e função à que fora designado ou atribuído.

Paulo afirma que todos os membros do corpo têm uma utilidade: “E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos” (1Corintios 12:6), “... de modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada...” (Romanos12:6-8). É necessário que cada membro do corpo, ou seja, a igreja de Cristo, ou seja, nós, tenhamos a nítida consciência e maturidade para compreender a posição e função de cada membro desse corpo e que dependemos uns dos outros.

Eu vejo dois males que surgem entre os membros, um deles é o complexo de inferioridade. Em 1 Coríntios 12:15 e 16 diz: “15 Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo? 16 E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo? ”. Eu digo sem medo de errar, não importa quem você é no corpo, não importa a sua função, você é de igual modo importante no corpo. Eu afirmo o que eu digo usando 1 Coríntios 12:22 onde Paulo diz: “os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários”.

Um outro mal que surge entre os membros é o complexo de superioridade. Em 1 Coríntios 12:21 diz: "o olho não pode dizer a mão: Não necessito de ti...". Alguns na igreja se acham de maior valor e assim se portam de forma contrária a palavra que ensina: aquele que quiser ser o maior, precisa se tornar o menor (Mateus 20: 26 e 27; Marcos 10: 44). Eu reforço o que digo especialmente para aqueles que acham que a igreja do Senhor não sobreviverá sem suas funções.

Lamentavelmente algumas pessoas dentro da igreja são pretenciosas e arrogantes o suficiente de se acharem a coluna que mantem a igreja em pé, de se acharem a cabeça da igreja, como se sem elas a igreja não sobrevivesse. Saibam: a igreja é o corpo de Cristo, e mesmo que Deus institua na liderança homens dignos de respeito, ninguém além Dele será cabeça da igreja. Essa verdade está meridianamente clara em Efésios 5.23.  Nenhum homem, por mais culto, piedoso ou persuasivo poderia ser o cabeça da igreja, nem mesmo os líderes e pastores dignos e retos, muito menos os que se acham maior que todos! Somente Jesus tem essa honra. Uma igreja não se extinguirá por falta dessas pessoas. Esse corpo só morre se lhe fora decapitado a cabeça!

Comumente e infelizmente se vê indivíduos na igreja que não estão ligados à igreja.  Eles têm um pensamento, comportamento e coração opostos a igreja, não são corpo e Cristo não é o cabeça deles, por isso eles são tão opostos. E esse é o desejo do maligno! O desejo dele é ver a igreja desunida, separada, arruinada e decapitada, sem o cabeça que é o nosso Cristo Jesus!

Uma Igreja que prevalece é uma Igreja bem alicerçada na união, onde a palavra diz: “todos de um mesmo sentimento” (I Pedro 3: 8) e “de sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus” (Filipenses 2.5-11). Esta unidade é construída sobre o fundamento da verdade (Efésios 4.1-6).

Diante do que eu já disse, eu me atrevo ainda a dizer: que se dois ou três estiverem em contenda, desunião, discórdias, dissensões e facções, podem ter certeza que não é Jesus que está no meio deles, mas sim o maligno. E assim esse grupo de pessoas mesmo que esteja dentro de uma igreja, se torna um grupo diabólico e não se constitui igreja juntamente com os outros irmãos. E é fácil reconhecer isso, é fácil reconhecer a presença do maligno pelas obras dessas pessoas. A leitura de Gálatas 5 nos ajuda nessa identificação com a listagem das obras da carne.

É preciso insistência e amor quando surgir as diferenças entre nós, as diferenças de ideias e pensamentos. Todos nós devemos nos basear sabiamente na bíblia quando as discordâncias aparecerem, e nos sujeitarmos a palavra de nosso Deus e não ao nosso achismo e orgulho.

A igreja é forte! Mas o nosso adversário, o maligno, sabe que se formos divididos ficaremos enfraquecidos. Se ao invés de lutarmos contra o reino das trevas começarmos a lutar uns contra os outros certamente o resultado será de muitos mortos e feridos como em toda a guerra. Mas certamente não será um motivo de extinção da igreja, pois sempre há os que procedem como Deus deseja.

Vejam o que diz Tiago o meio irmão de Jesus sobre a desunião da igreja: “13 Quem é sábio e tem entendimento entre vocês? Que o demonstre por seu bom procedimento, mediante obras praticadas com a humildade que provém da sabedoria. 14 Contudo, se vocês abrigam no coração inveja amarga e ambição egoísta, não se gloriem disso nem neguem a verdade. 15 Esse tipo de "sabedoria" não vem dos céus, mas é terrena; não é espiritual, mas é DEMONÍACA” (Tiago 3:13-15). E ainda no verso 16 sobre a manifestação diabólica diz: “espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa”. Não há boas intenções nas facções, há perturbação e perversão. Isso não provém de Deus e sim do maligno.

Vejam o que o Apóstolo Pedro fala sobre a maneira do maligno agir: "Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (1 Pedro 5:8).

Pedro compara o maligno ao leão por ele ser um felino caçador e ardiloso, ele não se lança contra os animais quando eles estão unidos, mas sim fica ao derredor esperando e observando para ver se encontra uma presa fácil e de situação vulnerável, ou seja, ele busca uma presa distante da manada. Uma presa distraída e separada do grupo é uma presa fácil. O maligno faz de tudo para separar os membros do corpo e o corpo da cabeça, porque estando separados uns dos outros estamos longe do corpo que é a igreja e da cabeça que é Cristo. (Colossenses 1.18, Efésios 1.22). Gente de Deuuuuus não sejamos uma presa fácil! 
           
O sábio Salomão nos dá um ensinamento sobre a união e seus benefícios: “Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho” (Eclesiastes 4:9). Paga? Ganhamos em sermos unidos? O que ganhamos? Salomão continua nos versos seguintes e temos por resposta: “10 Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante. 11 Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará? 12 E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa” (Eclesiastes 4:10-12).

A recompensa de estarmos unidos é: SER IGREJA. Os versos à cima descrevem o que é ser igreja. Ser igreja é um pelo o outro e não um cabo de guerra. Muitas pessoas não são igreja e sim frequentam a igreja e outros piores ainda, são inimigos da igreja. Tem muita gente que é membro mirrado ou mão querendo ser pé. Há diferença entre ter uma igreja e ser igreja. Ter igreja é fazer parte de uma instituição, ser igreja é ser membro do corpo de Cristo. Ter igreja é só estar envolvido, ser igreja é estar comprometido. Ter igreja é querer as bênçãos, ser igreja é ser a benção!

Eu pergunto a vocês: vocês têm uma igreja ou vocês são a igreja?

Lembrem-se: vale a pena ser igreja! Porque toda as obras do Senhor são boas. Lembrem-se: que um corpo é um grupo de pessoas em unidade, como conjunto organizado. E é assim que todos juntos iremos em direção a gloria do Pai!

A força da igreja está na união – uns com os outros e com o Pai.

Por fim, nesse novo ano desejo aos que tem uma igreja, que deixem de ter para ser. Desejo que todos vocês sejam um só com seus irmãos e em Cristo Jesus. Desejo que todos entendam que a força da igreja está em sermos um só. Desejo que nós como corpo continuemos guiados e movidos pelo o único que é nossa cabeça. Desejo que sejamos fortes, firmes e resistentes como uma rocha e acima de tudo que sejamos possuidores da eternidade.


“Eu conheço só uma palavra para definir o sucesso de uma missão: UNIÃO"
Autor desconhecido

Graça, Paz e união a todos!

Pastora Adriana Reis



quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Tem cuidado de ti mesmo


“O homem tem duas faces: não pode amar ninguém, se não se amar a si próprio”
Albert Camus

Somos seres que desempenhamos muitos papéis, somos uma raça que foi criada com capacidades extraordinárias, uma infinidade delas. E pensando nesse ser de múltiplas facetas que nós somos, me veio algo a mente: somos especiais e precisamos nos amar e nos cuidar, pois nosso papel nesse mundo é fundamental.

Precisamos nos cuidar, cuidar do corpo, da saúde, da nossa autoestima, das produções e conquistas, cuidar da nossa alma, da nossa vida espiritual, da comunhão com Deus e com as pessoas e cuidar de tantas outras particularidades de cada um de nós. Precisamos nos lembrar diariamente do valor que temos, pois somos preciosidades aqui na terra, somos de uma mesma raça, mas somos seres únicos e maravilhosos!

Muitas pessoas acham que não, mas somos sim maravilhosos, em salmos 139:14 diz: “Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem”. Somos maravilhosos porque somos feituras de Deus e segundo diz o salmista: “a minha alma o sabe muito bem”, mesmo para os de pouca fé, de alguma forma na nossa alma, lá dentro de nós existe esse saber: de que somos especiais. E não estou exagerando! Não mesmo. Somos criação de um ser poderosíssimo que nos criou para sermos o nosso melhor neste mundo corrompido. E o que eu digo se confirma em Efésios 2:10 que diz: “Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas”.

Precisamos nos amar e nos cuidar de todo o coração e assim veremos as grandes transformações acontecendo na nossa vida, pois eu acredito fortemente que para toda mudança exterior é preciso em primeiro lugar uma mudança interior, é preciso uma mudança de mente, uma transformação pela renovação do nosso entendimento sobre nós, sobre Deus e sobre todo o restante (Romanos 12:2). É de dentro para fora que as mudanças acontecem. Entendem isso? É preciso uma mudança no coração, pois é de lá dentro de nós, onde muitas coisas são ocultas de outros e até de nós mesmo muitas vezes, é nesse lugar que o Senhor nos conhece. No Salmo 139: 23 diz que Deus nos sonda e conhece nosso coração e pensamentos.

Desse modo, precisamos nos amar de coração, senão não haverá cuidado, precisamos nos amar onde ninguém nos conhece inteiramente, nem nós mesmos, mas Deus sim nos conhece. Conhece todas nossas qualidades e defeitos, pois Ele nos esquadrinha e sabe os segredos do nosso coração (Salmo 44:21). Se ao olharmos para dentro de nós e não gostarmos de algo, se olharmos para nosso interior e encontrarmos algo que nos cause repulsa, então devemos mudar, mudar o que não gostamos e acima de tudo mudar o que Deus não gosta, segundo o que sabemos através da palavra Dele.

Somos seres que somos julgados como também julgamos e rotulamos a nós e aos outros, positivamente ou negativamente. Digamos que essa é uma parte pública do nosso ser. Mas existe uma parte nossa que não é pública: o coração. E essa parte deve ser observada e cuidada. Se algo estiver errado dentro de nós e se podemos ver, devemos cuidar de melhorarmos o que está errado ou até aniquilarmos, porquanto, algumas coisas devem mesmo serem aniquiladas e não melhoradas. Não podemos dizer que não conhecemos de nada o que está dentro, de um lado, em parte conhecemos conscientemente, do mesmo modo que Davi conhecia: “Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim” (Salmo 51:3). De outro lado, em parte conhecemos inconscientemente, outra vez, do mesmo modo que Davi conhecia: “Eis que desejas que a verdade esteja no íntimo; faze-me, pois, conhecer a sabedoria no secreto da minha alma” (Salmo 51:6).

Se espera que o saber de si traga transformação e consequentemente amor próprio. Isso é possível porque, afinal, somos capazes de grandes mudanças e mudanças extraordinárias. Mas vale ressaltar que não só as mudanças extraordinárias são validas! Ora, claro que não! Desde as mudanças mais ordinárias já podemos ver transformações positivas e essas transformações desenvolvem amor em nós por nós mesmos.

Cuidar de nós mesmos deve ser um habito diário. Isso vai nos qualificando e nos afunilando no saber sobre nós mesmos, o que é ruim em nós, como eu já disse, pode ser mudado ou aniquilado e o que é bom pode ser potencializado, e assim as mudanças surgem como respostas.

Cada um de nós temos nossos problemas e nossas mazelas e sabemos exatamente o tamanho da dor que carregamos, mesmo que não saibamos exatamente de onde vem tantas dores, sabemos o tamanho e intensidades delas. Problemas? Quem não os tem? Todos nós temos e sempre os teremos, de menores a maiores, contudo, posso dizer que se formos afeiçoados a nós mesmos, não haverá nada tão grande que nos destrua. Não existirá adversidade que nos supere, nós é que iremos superar todos os gigantes que forem aparecendo. E claro, isso porque somos criaturas feitas pelo o grande projetista: Deus. Somos projetados para vencer qualquer coisa, até nós mesmos!

Que não haja insatisfações na nossa vida sem ação, sem busca por melhorias. Precisamos de corpo, mente e espirito saudáveis para prosseguir nessa terra, nesse tempo, nessa esfera até atravessarmos para uma outra. Não viva numa eterna insatisfação! É fato que o ser humano sempre está insatisfeito com algo em sua vida, seja fora ou dentro do corpo. Mas será que chegaremos a estar contentes aqui nessa terra em todos os aspectos? Me parece que a insatisfação faz parte da vida aqui, não é? Mas vamos olhar nossas insatisfações com outros olhos, e ver em que elas podem nos ajudar. Elas podem nos tirar de uma zona de conforto. Quando estamos insatisfeitos, partimos para uma mudança e essa mudança pode trazer consequências positivas.

Então, se algo está errado em você, se você já o detectou, mude então! Cuide de você, você é capaz poxa! Não se vista com o “coitadismo”, mas sim, se vista de força e mantenha a fé em si mesmo e acima de tudo no seu projetista! Você não foi criado para ser um coitado, mas sim um vencedor! Se vista de força logo e acredite em você logo, porque o tempo não te espera mudar. E saiba: Deus é contigo!

Devemos cuidar de nós mesmos, amar a nós mesmos e acreditarmos que somos capazes de sermos excelentes! Não estou dizendo que devemos ser egocêntricos, cuja única preocupação é cuidar de si mesmo, mas o contrário, devemos nos amar na medida certa e saudável, porque assim conseguiremos cumprir com o mandamento que diz: “Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” (gálatas 5:14). Como cumprir com essa lei se não houver amor por si mesmo? Impossível!

Na palavra de Deus em 1 Timóteo 4:16 diz: “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes”. Nessa passagem o apostolo Paulo recomendou ao seu discípulo Timóteo, num mesmo nível de ênfase, "ter cuidado" da doutrina e de si mesmo. O "si mesmo" aqui agora nos é de interesse, pois esta recomendação apostólica é equivalente à grande síntese de Jesus: o cristão deve amar a Deus, sobre todas as coisas, e ao próximo como a si mesmo (Marcos 12:30). Não se pode cuidar do próximo, negligenciando o próprio eu. Daí o nosso papel fundamental nesse mundo. Sermos melhores e ajudar outros a serem melhores também.

Eu ouvi uma vez algo assim: “Amai o próximo, mesmo que não consiga amar a si mesmo”. A frase está erradíssima! Errada porque fere o mandamento que diz: “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” (gálatas 5:14). Impossível cumprir com o mandamento se não houver primeiramente amor por si mesmo! Impossível!  Para amarmos o próximo como a nós mesmos, é preciso antes de tudo, que aprendamos o que Marcos 12:30 e 31 diz: “30 Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. 31 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que este”.

Existem várias formas de amar, mais se nós não aprendermos a colocarmos em pratica o que diz o mandamento, essas várias formas de amar não surtirão efeitos alguns. Impossível amar qualquer pessoa se não se amar!

Por fim, quem ama a si mesmo corretamente, na medida certa, nem mais: como os egocêntricos, nem menos: como os esvaziados, aprendeu a amar.

 “Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor próprio”
Martha Medeiros

Graça, Paz e muito amor a si mesmo!

Pastora Adriana Reis.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

A bola que rola


“Não sei por quais caminhos Deus me conduz, mas conheço bem meu guia”
Martinho Lutero

A vida da gente é formada por acontecimentos e nem todos eles nós compreendemos, algumas experiências que passamos durante a nossa existência, em especial as dolorosas, frustrantes ou decepcionantes suscitam muitos porquês. O ser humano é um ser que questiona mesmo, isto é a tentativa de conhecer, de saber, de descobrir e de formar um caráter crítico diante do mundo, só assim que se produz conhecimento, conhecimento que pode muito trazer uma infinidade de coisas, mas dentro do que eu quero falar aqui agora, gostaria que pudesse trazer saída, alivio, conforto e segurança.

Uma amiga me perguntou: “uma bola faltando um pedaço pode rolar? ” De momento pensei: o que posso dizer? Afinal não sei de tudo. Muitas vezes fico sem respostas para tantas coisas, sem resposta para eu mesma e para outros. Poxa vida! Desde crianças demonstramos mais satisfação quando recebemos uma explicação do que quando não recebemos. Gostamos nada das respostas superficiais, assim como as crianças, nós adultos gostamos das explicações satisfatórias. E eu não queria dar a minha amiga uma resposta insatisfatória, mas nem sempre temos o que falar diante das tristezas dos outros.

Motivo desse post: “Uma bola faltando um pedaço pode rolar? ” Que pergunta! Me cortou o coração. E a resposta? Emudeci..., contudo refleti sobre a tal bola mutilada rolando... e a pergunta dela passou a ser minha e pode ser também de muitos outros.

Não entendemos muitos porquês e para muitos deles não teremos respostas nesse tempo, mas muitas respostas podemos encontrar em Deus. A Palavra de Deus é uma luz em nosso caminho e ela diz que Deus nos conduz por esse caminho (Isaias 48:17b). Resposta? Só depois de consultar as páginas da bíblia. A mim foi satisfatório e espero que seja a todos que se sintam uma bola faltando pedaço e que não pode rolar.

Eu tento imaginar a cena e só consigo ver duas coisas: uma bola murcha ou alguém rolando a bola pelos lados inteiros. Das duas cenas prefiro a segunda, pois posso pensar assim: que todos nós somos a bola e Deus é quem nos rola pelos lados inteiros, sem deixar que os lados que estão faltando nos parem pelo caminho. Então digo a vocês: Deus sabe nos conduzir fabulosamente, mesmo não inteiros, mesmo faltando pedaços, continuamos a rolar, porque Ele está atento, seus olhos estão sobre todos nós, e assim, Ele cuida para que continuemos a rolar e rolar. Não é agradável se sentir uma bola faltando pedaços que não pode rolar, mas vejam: isso depende de quem rola a bola.

Nem tudo que acontece na nossa vida está sob nosso controle, mas independente disso é impressionante ver como Deus cuida de todos nós, como ele guia todos nós, como ele “rola” todos nós. Ele é um Deus zeloso, cuida de cada um de nós na nossa individualidade, conhecendo cada necessidade e falta que temos, cuidando para supri-las uma a uma conforme a boa e perfeita vontade Dele (Romanos 12.2).

Precisamos nos lembrar do que diz o salmista: “Quanto a mim, sou pobre e necessitado, mas o Senhor preocupa-se comigo” (Salmo 40.17).

Tenhamos então a certeza de que Deus cuidará desse detalhe: a falta. Deus sabe desse pedaço que falta, não nos preocupemos com ele, pois nós como bolas, vamos rolar e rolar até quando Deus quiser. Não vamos parar no caminho e deixar de seguir. O que eu digo é: é triste? É! Nos angustia? Sim, não é nada agradável! Mas Deus se preocupa com nós e nossos detalhes. Assim, creiam: A bola vai rolar mesmo faltando um pedaço e não deixem de contar sempre com o inesperado de Deus, afinal Ele é Deus do impossível (Mateus 19:26) e A BOLA PODE SER REFEITA!

Confiem em Deus!

"Ah! Soberano Senhor, tu fizeste os céus e a terra pelo teu grande poder e por teu braço estendido. Nada é difícil demais para ti”
Jeremias 32:17

Graça, Paz e alivio a todos

terça-feira, 12 de maio de 2015

NUNCA ENVELHECER PARA ALGUÉM!



"Quem não conhece o valor das palavras não saberá conhecer os homens"

Confúcio

Dividindo experiências.

Um dia desse meu afilhado de oito anos me disse seriamente “Dinda você já está de idade velha, mas você nunca vai envelhecer para mim”, kkkkk dei muitas gargalhadas, criança na maioria das vezes é muito sincera e eu achei o máximo! Claro que ele percebe meu envelhecimento e isso não afeta o que ele sente por mim. Eu recebi o comentário dele como uma declaração de amor e isso me fez refletir sobre algo que quero dividir com vocês.

Reflexão: Você não é o que é por fora, mas o que é por dentro. O que está dentro que tem valor a alguém. E isso é resultado de alguma coisa.

Talvez desde muito tempo, mas muito mais hoje, as pessoas estão preocupadas com a aparência, em ter um corpo escultural ou um rosto de porcelana, talvez nem tanto, pois alguns tiveram uma ajudinha da genética, mas assim mesmo estão na busca de serem “mais bonitinhos” aparentemente. Muitos buscam por olhares, porque tais olhares são como algo tipo autoafirmação. Há algo errado em querer ser mais bonitinho? Kkkk Claro que não! O grande erro está em colocar toda energia nisso e se esquecer das melhorias interiores, o maior olhar que alguém pode ganhar é o olhar que atravessa o corpo e encontra a real pessoa.

Muitos precisam de aparências de imagens que impeçam os olhares de chegarem ao interior, porque lá na ideia deles, consciente ou inconsciente, não tem nadinha que valha alguma coisa. Vivem numa ilusão que lhes tolda, onde o exterior é o que mais lhes importa, pois por vezes é o que nos realça à primeira vista, assim lhes é o de maior valor.

Oraaa gente o que cada corpo aparenta ou o que não somos e aparentamos é o supérfluo de todos nós, nada disso tem valor, é o que menos interessa. Mas é o que mais muitos dão valor, transmitindo a imagem daquilo que querem ser e não são de fato. No fundo gostariam que os olhares chegassem aos nossos interiores e encontrasse algo que enchesse esses olhares. Na dúvida se esforçam demasiado nesse culto à imagem, seja ela física ou egóica. Nada disso me parece novo, na nossa sociedade e até antes, mas muito mais agora se vê uma obsessão pela veste que oculta o eu verdadeiro.

Santo Agostinho disse: “Não procure fora, mas dentro de você, é no interior do homem que habita a verdade”. Eu não sou contra cuidar de corpo ou vesti-lo com certa ostentação, não mesmo! Cuidar do corpo e se amar, se curtir é de Deus, tenham certeza disso! Mas verdadeiramente isso não tem mais valor do que está além dessas paredes carnais, ósseas e musculares. É no interior do homem que habita o verdadeiro eu.

Nosso mundo é repleto de ilusões e aparências. Lidamos com pessoas em qualquer ambiente social que acreditam no poder atribuído aos corpos esculturais e rótulos sociais. O mundo ilude, impõe aparências das mais diversas possíveis, confundindo indivíduos e os afastando do real mundo interno, forçando-os a ocultar aquilo que realmente são no mundo das essências, sobre esse mundo das essências, no dizer filosófico de Platão, é o que efetivamente nos deve importar.

Cada vez mais vejo pessoas preocupadas com o externo e menos com o interno. O interno é onde estamos ou que somos. Todos devem saber o que si é por dentro. O meu grande exemplo é o apostolo Paulo que não conheceu só a Deus, mas também a si mesmo. A real conversão de Paulo a Deus produziu nele um profundo e correto conhecimento de Deus e de si mesmo. Ele pode reconhecer sua grandeza e pequenez. Para mim aí está o segredo, quem se conhece, conhece tudo, bom e mal, força e fraqueza, habilidades e inabilidades e etc.

Saber quem si é, é impossível de não ser visto por outro! Qualquer um vê, mesmo que não tenha uma dimensão real disso, qualquer um em qualquer idade. Ouvir meu afilhado dizer: você nunca vai envelhecer para mim”, me alegrou, porque vi o amor dele por mim e a visão que ele tem de atravessar meu físico e me encontrar. E acima disso me fez lembrar de quem Deus me fez, da minha essência, de quem eu sou. E esse “eu” nunca vai perecer, porque naquele instante pude ver que marquei alguém significativamente com aquilo que sou por dentro e não pelo meu corpo que envelhece.

E agradecida sou, pois sou o resultado de um encontro com o Deus vivo, assim como o apostolo Paulo. Eu não sou o que sou por fora, mas o que sou por dentro, sou um espirito que insiste caminhar o bem que mora num corpo. E o que sou é a resposta da minha coragem de saber sobre mim mesma, coragem esta que se desenvolveu a partir do encontro que tive com Deus. Graças a Deus hoje posso ir me conhecendo e outros também e assim nunca envelhecer, mas me renovar a cada dia em Cristo Jesus.

Não somos de fora para dentro, mas dentro para fora. E nunca vamos envelhecer para aquelas pessoas que marcarmos positivamente e nos ama.

Que eu e vocês que leem esse post nunca envelheçamos para muitos e em especial para Deus!


“Como é terrível conhecer, quando o conhecimento não favorece quem o possui!”
Sófocles

Graça, Paz e que não “envelheçam” para muitos.

Pra. Adriana Reis.


terça-feira, 10 de março de 2015

O NASCIMENTO!


“Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá”. 
João 11:25

Estou aqui para compartilhar com meus leitores minha dor de perder meu papaizinho. Ele foi diagnosticado no final de 2012 com glioblastoma multiforme grau IV (GBM4), um tipo de câncer cerebral, o grau de malignidade é o mais avançado, ou seja, extremamente agressivo. O grande problema deste tipo de tumor é o seu rápido crescimento. Dependendo da condição do tumor, o melhor é retira-lo através de cirurgia, há situações em que ele é inoperável, mas no caso do papai foi possível, mas no entanto para todos acometidos, um novo aumento é esperado, pois há infiltração de células tumorais no tecido cerebral com 7 cm em média de profundidade além da periferia da lesão. Mesmo que a cirurgia remova 99,99% do tecido o restante infiltrado ou mínimo resíduo local é capaz de se multiplicar e dependendo do caso, volta ao tamanho inicial em até 30 dias. O prognóstico é ruim, com um tempo de sobrevida de aproximadamente um ano e dois meses a dois anos. No caso do papai, depois da cirurgia foi feito todo o tratamento possível como a radioterapia, quimioterapia e tratamento medicamentoso, mas dois tumores voltaram depois de dois anos aproximadamente, voltou violentamente. Ao todo, desde diagnostico e óbito, foram 29 meses incompletos.

Enfim... os últimos dias dele ficaram aos meus cuidados, da minha família e tias. No dia que ele passou mal o levamos ao hospital, lá os médicos falaram muito comigo e me disseram que ele teria daquele dia ao outro somente de vida. Um deles me disse algo que marcou e me fez refletir no que escrevo nesse texto. O médico disse: “no caso de seu pai a morte é como um parto, onde se espera pelo nascimento!” – O que ele intencionava me dizer? Recebi algo como do tipo: “senta e espera seu pai morrer!” – não é nada fácil! Mesmo que eu já soubesse da realidade, não aceitei... me sentei de frente ao papai, chorei e disse: “nós vamos pra casa amanhã tomar banho de chuveiro e fazer a barba viu?”. Ali fiquei esperando ele abrir os olhos lindos e azuis...

Na minha espera agoniante, depois das quatro da manhã, Deus foi me tocando, falando ao meu coração, me trazendo entendimento e me confortando de alguma forma e eu senti naquele momento que meu paizinho estava em processo de partida, em processo de “parto”. Na espera de um parto a mãe é acompanhada bem de perto para verificar as condições do bebê, registrando as contrações minutos por minutos, segundos por segundos. E ali estava eu acompanhado meu paizinho nesse processo, verificando seus batimentos cardíacos e respiratórios. Mas o que alguém espera desse momento? Mães de primeira viagem podem ficar extremamente ansiosas com esse dia pensando na dor, nos primeiros sinais de que o bebê está chegando e até mesmo em finalmente ver a carinha do bebê.

Mas o que eu esperava? O que eu que de primeira viajem como filha perdendo um pai esperava? Esperava meu pai que amo morrer? Esperava não ouvir mais a respiração dele? Que não sentiria mais o seu cheiro? Que não o veria mais? Que voltaria para casa e encontraria só fraudas, remédios e cama vazia? Viver isso não foi fácil! Não se espera morrer quem você ama.

Na minha tristeza profunda vi que eu e papai não estávamos sozinhos, Deus estava ali! E pude sentir e acreditar que meu amorzinho não estava morrendo, mas estava nascendo... me lembrei de um diálogo de autor desconhecido por mim, de dois gêmeos num ventre, sobre a possibilidade de uma vida além-útero, que diz:

– Você acredita em vida após o parto?

– Claro! Há de haver algo após o nascimento. Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.

– Bobagem, não há vida após o nascimento. Afinal como seria essa vida?

– Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui. Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a nossa boca.

– Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Além disso, andar não faz sentido, pois o cordão umbilical é muito curto.

– Sinto que há algo mais. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.

– Mas ninguém nunca voltou de lá. O parto apenas encerra a vida. E afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.

– Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

– Mamãe? Você acredita em mamãe? Se ela existe, onde ela está?

– Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela não existiríamos.

– Eu não acredito! Nunca vi nenhuma mamãe, não existem provas científicas que ela exista, por isso é claro que ela não existe.

– Bem, mas ás vezes quando estamos em silêncio, posso ouvi-la cantando, ou senti-la afagando nosso mundo. Eu penso que após o parto, a vida real nos espera e no momento, estamos nos preparando para ela.

Este diálogo me faz recordar do que ocorre no Mito da Caverna de Platão (livro VII de seu diálogo A República), nós tomamos o mundo que nos é familiar como sendo a única realidade possível, assim como os habitantes da caverna tomavam como a única verdade o seu mundo de sombras projetadas. Aí eu pergunto caros leitores, será mesmo que haverá algo além da vida conhecida por nós? Na minha crença sim! Na minha crença há vida após a morte!

Como enfrentei a morte do papai? Tive medo dele morrer até certa hora, mas depois não, não devemos ter medo se Deus está conosco! A Bíblia diz em Salmos 23:4 “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.” Mas a morte causa espanto ainda a todos humanos. A morte é uma separação, podemos entender este fato claramente! Então meu paizinho não morreu naquela manhã, mas se separou por breve momento daqueles que o amam, ele não morreu, mas sim nasceu! Nasceu em um lugar que nós não conhecemos ainda, nasceu para uma nova vida e vida eterna. A Bíblia nos diz que não apenas há vida após a morte, mas vida eterna tão gloriosa que “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam” (1 Coríntios 2:9). Jesus Cristo, Deus em carne, veio à terra para nos dar o dom da vida eterna (Isaías 53:5). Mesmo que a Bíblia possa não satisfazer toda a nossa curiosidade sobre o que acontece depois da morte, ela é clara ao apresentar que Deus confortará o fiel (Lucas 16:25).

Sabem... Tolice afligir-se com a espera da morte, mesmo que soframos, pois trata-se de algo que uma vez vindo, não causa mal. Assim, o mais espantoso de todos os males, a morte, não é nada para nós que acreditamos no Deus vivo! A morte, esse nada só pode nos causar uma dor, um sofrimento, sofrimento que segundo jornalista, poeta e compositor brasileiro, Vinícius de Moraes é o intervalo entre duas felicidades”.

Eu sei que meu paizinho viveu a vida dele intensamente, fez o que quis, aventurou-se, permitiu-se. Ele foi feliz aqui nessa terra em meios as suas dificuldades e adversidades. Sua alegria era nítida independente do que lhe acontecia. E ainda em Vinícius de Moraes: “a vida só se dá pra quem se deu. Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu”. Meu pai foi feliz aqui e tenho certeza que é feliz agora lá em outro lugar!

Meu pai foi um guerreiro! Lutou até seu último folego! Assim foi exemplo para mim até na sua morte. Não vi medo nele, mas vi força de vontade, vontade de viver a vida, mesmo que ela seja difícil e complicada. Ele me deixou esse exemplo e eu gostaria que esse exemplo em especial fosse tomado por minha família paterna, os REIS.

Um dia escutei que os REIS eram conhecidos na cidade de meus avós como: um povo bonito, inteligente e doido. Concordo! Exceto que traduzo “doido” por corajosos! Digo isso sem vaidade nenhuma em relação a nós mesmos, apenas com conhecimento de causa, sempre vejo a coragem em nós. Um outro dia minha filha caçula me disse: “mamãe os REIS não são só bonitos, inteligentes e doidos. Nós somos Fortes também!” Eu concordo plenamente!

Que vocês não tenham medo da morte, mas vivam intensamente a vida de vocês em Deus, não tenha medo da morte porque segundo o escritor russo Leon Tolstoi: “O homem não tem poder sobre nada enquanto tem medo da morte. E quem não tem medo da morte possui tudo”. O nosso Reis, filho, pai, avô, tio, irmão e amigo não temeu a morte, ele lutou contra ela até sua última força. O poeta romano Ovídio disse: “A morte causa menos dor que a espera da morte”. Então não esperem a morte, mas ao invés disso viva a vida de vocês sem medo, façam como disse o dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht: “Temam menos a morte e mais a vida insuficiente”. Sejam suficientes, sejam necessários, sejam produtivos, ativos e corajosos, pois os “covardes morrem várias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez” William Shakespeare. Façam da vida de vocês um passaporte para a outra vida, porque o "tempo é o devorador de todas as coisas” Ovídio.

A morte é de fato o fim nessa esfera, mas meus amados ela não é a finalidade da vida. Porque enfatizar a espera da morte que é a consequência da vida ao invés de viver enquanto se pode? Preferem se abrigarem as trevas do que assistir o nascer do sol? A vida é difícil porem Deus nunca prometeu que tudo seria fácil aqui, ao invés de temer devemos lutar!  Não percam tempo temendo, mas sejam lutadores e vencerão assim como meu papai venceu! Dessa forma eu e vocês não morreremos, mas nasceremos em outro mundo onde o Pai de todos nos amparará e estaremos todos em seus braços!

Como disse um dos gêmeos do diálogo: “Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós”. Excelente isso! Não sei como será exatamente depois desse nascimento, mas tenho a convicção de que veremos ao nosso Pai, Ele existe e cuidará de nós!

“Ó doçura da vida: Agonizar a toda a hora sob a pena da morte, em vez de morrer de um só golpe”
William Shakespeare


"Assim como um dia bem aproveitado proporciona um bom sono, uma vida bem vivida proporciona uma boa morte".
Leonardo da Vinci

Graça, Paz e coragem para viver a todos!

Pra. Adriana Reis

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Relacionamentos descartáveis!


“Parece que as coisas perderam o brilho… O que era insubstituível virou facilmente descartável...”

Cazuza

Vivemos em uma época em que quase tudo é descartável. É só observar! Uma característica da nossa sociedade é o uso rápido e prático das coisas, para isso se tem eletrodomésticos para tudo, você lava e seca uma roupa, frita batata sem óleo, descongela carne, faz gelo e etc. em poucos minutos! Também temos uma série de produtos que são descartáveis, fraldas de bebês, copos, vasilhames e tantos outros utensílios e coisas. Vivemos na era do consumo e do esbanjamento, as pessoas descartam muitos produtos ainda de bom uso só para terem outros mais modernos e sofisticados.

Não é que sou contra não, acho até que nós como trabalhadores e pertencentes dessa era moderna temos de alguma forma que acompanhar a modernidade, conforme a condição de cada um. Sem contar que coisas de bom uso que não nos servem mais, devem ser passadas a outros, podem servir a outros, ao invés de ir para o lixo. Mas na minha opinião essa atitude de possuir e de despossuir de coisas, faz com que as pessoas de hoje se tornem insatisfeitas demais, produzindo na vida delas infelicidades e descontentamento. O valor de ser cede lugar ao valor de ter, operando o quantitativo ao invés do qualitativo.

Segundo o filosofo contemporâneo Gilles Lipovetsky (2002), hoje existe uma grande mutação global que gira em torno de um grande organizador: o consumismo que absorve os indivíduos. O discurso consumista promete a possibilidade de encontrar prazer fácil e rápido na realidade a nossa volta, promovendo a interação entre cultura e subjetividade.

Dessa forma as relações são muito prejudicadas. É notável hoje uma epidemia de separações nas relações sejam elas quais forem. Casais se divorciam facilmente, os homens trocam as esposas por outras mais jovens, ou bonitas, ou atraentes. E as mulheres não ficam atrás não, trocam de mesmo modo facilmente, seus maridos por outros. Cada qual com seus interesses egoístas.

Nas amizades também vemos muitos descartes, velhos amigos são abandonados por interesses totalmente egoístas, se vê pouco amizades desinteressadas que suportam as fraquezas e falhas do outro, que suportam as adversidades e diferenças. Os amigos de longa data, aqueles que parecem mais família deixaram de ser necessários e convenientes, sendo trocados por novos amigos que trazem junto deles assim como na troca de cônjuges, a sensação de algo novo e vida nova.

E os bichos de estimação? Estimação? Não cabe mais esse nome para muitos. As pessoas abandonam seus cães e seus gatos, por que eles se tornaram inconvenientes: velhos, fedidos, feios e despelados, quando não são mortos brutalmente são abandonados nas ruas, descartados como qualquer coisa desnecessária. Outros filhotes serão adquiridos e “amados”, bem entre aspas mesmo, até que serão considerados repulsivos e sem utilidade, assim descartados também.

E falando ainda de pessoas, hoje vemos com clareza o quanto a vida tem pouco valor para muitos. Está claro isso hoje nos milhões de abortos que se realizam cada ano, as mulheres ficam grávidas e descartam uma vida humana como descartam seus lixos.  E muitos bebês que vencem a morte são abandonados, ou melhor dizendo literalmente jogados em lixeiras e vasos sanitários.

A vida parece que perdeu o valor! Uma pessoa mata a outra por nada! Se vivemos em um mundo em que a vida não tem valor... então a ‘descartabilidade’ vai reinar... Infelizmente! Que marca cruel do nosso tempo - superficialidade! Vivemos num mundo capitalista de configuração consumista que detesta tudo o que é durável, mas valoriza tudo o que seja de uso instantâneo. Eu sei que quando uma coisa não serve mais o normal é adquirirmos outra. É normal juntar grana para trocar o carro por um melhor, por exemplo. É normal trabalhar e avançar, mas esse comportamento de descarte não pode ser levado as nossas relações. E justo agir assim com um cachorro? E com um ser humano então? Claro que falo aqui daquilo que se espera de bom, não falo do que te faz mal, se algo ou alguém te faz realmente mal, deve ser deixado e a vida deve prosseguir.

No entanto... Quebrou? Estragou? Então vai a loja e compra outro! Essa opção não deveria existir com as relações humanas. Cansou? Estressou? Troca de marido, de esposa, de amigos e etc. Seres humanos não podem ser descartados ou substituídos assim como se fossem coisas, objetos! Oraaaaa! Tudo bem copo descartável, sacola descartável, fralda descartável, vasilhame descartável, mas amor?! Ah... Amor não! Cadê o amor pelo ser humano? Pela vida? Pelas relações?

O que tem amor com isso? Tem tudo! relacionamentos descartáveis relaciona-se intimamente com a efemeridade no amor. São característicos do que é temporário! É preciso aprender a valorizar o que não é temporário, é preciso aprender a valorizar o que tem duração, uma história de vida. Não são todas as relações que vamos conseguir manter, algumas de certa forma são bem formais, é preciso nessas também atitudes de valores para que haja harmonia, mas o que eu falo é que precisamos aprender a manter e valorizar nossas relações que são partes da nossa história, que são partes da nossa vida.

E isso é possível somente se o sentimento real pelo o outro não for efêmero, pois o amor é duradouro, é resistente e ele nunca falha (1 Co. 13.8)! há quem diga que os melhores relacionamentos são efêmeros, porque tudo que é bom dura pouco. É uma mentira isso! O certo é: tudo que é bom dura para sempre! CER-TA-MEN-TE!

Vamos pensar nas relações usando metáforas. A gravidez é um processo temporário. O bebê é gerado durante um tempo e depois expelido pelo corpo. A mãe decide se quer ou não continuar a viver com esse filho. Assim da mesma forma nossas relações foram geradas e desenvolvidas e cabe a nós escolher se vamos ou não continuar essa história com o outro. De certo que se espera de uma mãe a escolha de continuidade. CER-TA-MEN-TE!

Vamos pensar agora num lindo cachorrinho numa gaiola de petshop. Você se apaixona pelo filhote, deseja ele, compra e leva para sua casa. Ele se torna seu melhor amigo e etc. O tempo passa e o filhotinho já não é mais o mesmo e você pensa: “que cachorro nojento, quero outro filhote”. Vai no petshop, compra outro filhote e abandona o melhor amigo na rua. Quantos fazem da mesma maneira? Muitosss! Cansou do amigo? Troca ele, tem muitos engraçadinhos por ai! Isso mostra a superficialidade dos sentimentos das pessoas! CER-TA-MEN-TE!

Mais um exemplo metafórico. Uma casa leva tempo sendo construída, vai sendo construída tijolos após tijolos, é um tipo de construção cheia de detalhes importantes, como: base, portas, janelas, telhado, paredes e etc. Uma casa precisa ser construída num lugar seguro, senão... DES-MO-RO-NA! Em qualquer situação de tempestade a casa pode ser levada enxurrada a baixo! Perdendo toda sua complexidade de detalhes. Da mesma forma é preciso aprender como edificar um relacionamento, é preciso buscar solidez senão ele vai desmoronar. CER-TA-MEN-TE!

Por fim... Quase não se conserta mais as coisas que se estragam, a não ser produtos muito caros, como carros, por exemplo. No restante preferimos comprar tudo novo. Não vamos nos sapateiros ou alfaiates e raramente vamos aos técnicos. Tudo é descartável. Tudo muda rápido. Tudo deve ser usado, aproveitado para em seguida ser descartado e substituído. Essa condição material de descartabilidade não deve atingir nossos relacionamentos. Se não dá certo tem que ser descartado? Não se conserta? Não vale a pena pagar o preço? Precisamos reciclar nossos relacionamentos ao invés de descarta-los. Se é preciso reciclar, então que seja feito! E o que parece não ter solução pode nos surpreender positivamente.

“Há relacionamentos que tem lá seus problemas... As diferenças são tão menores do que o valor que um dá para a outro, e isso é que interessa!”

Charlie Brown Jr.

Graça, Paz e relacionamentos duradores a todos!


Pra. Adriana Reis

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

As tempestades da vida são inevitáveis!



“Os grandes navegadores devem sua reputação aos temporais e tempestades”
Epicuro

Assim como os fenômenos da natureza acontecem com frequência, assim também as tempestades da vida nos atingem, chegam sem hora marcada nos surpreendendo. É isso aí! Chegam quando nós não as esperamos, chegam de súbito, inesperadamente. Elas não mandam aviso, não enviam mensagens por watsapp, já chegam barulhando nossa vida e muitas vezes a coloca de cabeça para baixo. As tempestades não escolhem quem vai tempestear, acaba chegando para todos, mais cedo ou mais tarde elas chegam, chegam para as crianças e adultos, para iletrados e doutores, para crentes em Deus e não crentes.

Você já passou ou está passando por algum tipo de tempestade? Se já, sabe como é: Quando os ventos fortes nos encontram agitam a nossa alma, o nosso ser, o nosso interior, nem digo que agitam a nossa vida, porque muitas vezes aos olhos dos outros está tudo como águas plácidas, mas em nós interiormente está nublado, com ventos impetuosos e torrentes de águas escuras. Talvez você esteja lendo aí e pensando: "Putz!!! Ela descreveu como está dentro de mim!" Kkk Pois é... Sei como é, já passei por algumas tempestades na minha vida, dessas que só a gente tem notícia delas.

Contudo caros leitores, não me esqueço das palavras do Apóstolo Paulo que dizem: “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos” (2 Coríntios 4:8-9). É bem isso! As tempestades vêm impetuosamente, parecendo que com elas também a destruição! Mas não! Elas enquanto estão acontecendo, nós ficamos como disse o Apóstolo: atribulados, perplexos, perseguidos e abatidos. Mas depois do vendaval curiosamente não destruídos! Ufaaaaaa!

Para alguns isso pode parecer ilusão! Mas não é não! Para vencer as tempestades da vida basta não permitir que o medo se transforme em pavor, o pavor inibe qualquer potencial de ação, nos faz perder o equilíbrio da razão nos levando a tomar atitudes erradas. Devemos usar o máximo do nosso potencial, caso o contrário se não usarmos nosso potencial as tempestades certamente nos destruirão. Devemos acreditar que podemos vencer qualquer tempestade e jamais, nunca desistir! Devemos sempre aguentar mais um pouco, mais pouco e mais um pouco até que passe.

É continuar sem entregar os pontos! Como se faz isso? CRENDO! É crer! A fé nos dá força a cada passo, porque “tudo é possível ao que crê” (Marcos 9:23). A fé é como segurar, é como agarrar em algo firme! Sem ela parece não existir chão, sem ela não há onde se agarrar, onde se apoiar, onde se fixar em segurança. A fé traz segurança e a certeza que Jesus pode apaziguar a tempestade. E com Ele não se precisa temer nada, através Dele e por meio da Sua benevolente vontade nossos passos são dirigidos para lugares ensolarados e confortáveis. Somos potencializados em Jesus!

Com Jesus prosperamos no caminho! É preciso ser forte e corajoso para enfrentar as tempestades, mas sozinhos não conseguimos, precisamos nos agarrar na fé que temos em Deus. Em Josué 1.7-13 vemos o Senhor encorajando Josué depois da morte de Moisés, o Senhor diz: “7 Somente seja forte e muito corajoso! 9 Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar".

Deus nos ordena a sermos fortes e corajosos, dessa forma estaremos preparados para enfrentar tudo na vida, mas precisamos confiar no Senhor e se agarrar a Ele as Suas promessas. Essa ordem é também para nós hoje, então sejam fortes e corajosos! Quem nos ordena é o Senhor dos exércitos (Zacarias 1:3) que vence todas as batalhas. É muito óbvio! Se Deus nos ordena é porque Ele sabe da nossa capacidade de enfrentamento, Ele sabe da nossa potencialidade. Ora, Ele mesmo nos deu essa capacidade, capacidade que vai sendo desenvolvida a cada nova tempestade.

Não precisamos nos apavorar e acovardar! Essa força que Deus nos ordena a ter nos trará coragem para continuar, pois confiados em Deus também seremos mais seguros de nós mesmos e mais certos do agir de Deus sobre nós. Depois das grandes chuvas e ventos precisamos recomeçar, qualquer um poderia desistir, isso seria a coisa mais fácil para alguns, mas permanecer firme, suportar e continuar depois de tudo é ser como uma fortaleza! Podemos nos surpreender com a força que existe dentro de nós!

Mesmo que as tempestades da vida sejam inevitáveis elas são pedagógicas. De alguma forma miraculosamente as tempestades fortalecem aqueles que estão seguros em Deus.  Aprendemos de certo, que as tempestades são acalmadas por Deus, não só do lado de fora, mas principalmente acalma os vendavais dentro de nós. O Senhor acalma não apenas as circunstâncias, mas também os nossos sentimentos, Ele é poderosíssimo para deixar literalmente toda nossa fraqueza e medo debaixo de Seus pés! Saibam que o Senhor não desperdiça sofrimento na vida daqueles que são seus filhos. A tempestade vem para que vejamos livramento, poder, sustento e graça concedida e saibamos que Ele é Deus digno de ser adorado.

Em 1 Pedro 5: 9-11 diz: “9 resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. 10 E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos APERFEIÇOARÁ, CONFIRMARÁ, FORTIFICARÁ E FORTALECERÁ. 11 A ele seja a glória e o poderio para todo o sempre. Amém".

Depois das tempestades, depois de resistir, depois de se agarrar firmemente Naquele que é poderoso, sempre vem a vitória. O segredo é conseguir passar por tudo sem se soltar de Jesus, sem desistir, sem se entregar. O Senhor se agrada daqueles que são ousados, intrépidos, confiantes e perseverantes. Perseverar é manter-se firme e não olhar para trás, é não desistir, é caminhar, é prosseguir, é saltar, é acreditar, é ir adiante, é tomar posse. Não se esqueçam: Isso agrada a Deus e se lembrem do que diz a palavra em Hebreus 10:35: "Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão." Isso mesmooooooo! Há uma recompensa para quem confia! Quem se agarra terá segurança e vitória!

“Você nunca sabe a força que tem. Até que a sua única alternativa é ser forte”
Johnny Depp

Graça, Paz e força a todos!


Pastora Adriana Reis.

domingo, 8 de fevereiro de 2015

ESTE É O LEÃO QUE ANDA COMIGO!


“Indomable y fuerte. Eres el León.” 
Jesus Adrian

Antes de começar a leitura olhe para seu lado, que você vê?
Texto base: "E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ, A RAIZ DE DAVI, QUE VENCEU, para abrir o livro e desatar os seus sete selos” (Apocalipse 5:5).

Eu li um texto com uma consideração infeliz, que me deixou em estado de risos, nunca tinha lido ou escutado uma coisa daquela, foi hilário pra mim, contudo, coisa de gente mal informada biblicamente, fiquei triste pela ignorância do dito bem entre aspas, ‘sabido de bíblia’! O infeliz dizia: “Só vai compreender este estudo quem for espiritual, quem dorme na conversa da teologia nada feito”. 

Deixam-me rir: kkkkkkkkkkkkkkkkkk! Dormem na conversa da teologia? Dormem na conversa da teologia? O que é teologia? A Teologia é o estudo sobre Deus. Genteeee estudo sobre Deus! Aqueles que dormirem na conversa da teologia vai dormir até a morte e perder o que Deus tem pra cada um na eternidade. Caros irmãos, a palavra diz em Oséias 4:6 “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei...”

Esse conhecimento não é qualquer conhecimento, não é apenas saber que Deus existe, não é ouvir uma mensagem ou outra. Conhecimento sobre Deus está além dessas coisas! Conhecimento sobre Deus está ligado ao estudo sobre Ele, só conhecemos realmente alguém se gastamos tempo com esse alguém, estudar alguém gasta tempo e dedicação, isso traz conhecimento, comunhão e intimidade.

Conhecer a Deus é conhecer seu caráter é conhecer aquilo que O agrada e desagrada! Conhecer a Deus não é como conhecer um vizinho três casas depois da sua, conhecer a Deus é como um pai conhece seu filho. Conhecer a Deus livre de ignorância só tem um caminho: ES_TU_DAR! Falta de estudo, de tempo dedicado a palavra só dá merda! Estudar Deus nos faz querer cada dia mais Dele, pois nosso interesse por ele se desenvolve e fortalece, nos capacitando a sermos detentores de Sua palavra e acima de tudo, aplicadores sem mácula da mesma!

Resumidamente o texto que li dizia: “O leão é o rei da selva e mata suas presas de forma violenta, assim é o leão matador de almas e na linguagem bíblica, simboliza o rei Nabucodonosor (Jeremias 4:7; Jeremias 5:5-6), a figura de leão cai muito bem em Nabucodonosor, que era perverso e destruidor (Jeremias 27:6). O leão é comparado à serpente, isto é, ao Diabo (Salmo 91:13). O leão é comparado ao dragão (Ezequiel 32:2). Leão é símbolo de perversidade, Davi declarou que a alma dele estava entre leões (Salmo 57:4). O leão bebe o sangue dos mortos (Números 23:24). O leão é o próprio Diabo (I Pedro 5:8). O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ É O DIABO A figura que cai bem em Jesus Cristo é o cordeiro, pois Jesus é manso”.

Tudo nesse trecho está baseado em versos e está correto, exceto uma consideração, que aliás está sem referência bíblica - O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ É O DIABO. O Leão da tribo de Judá é o diabo? Isso é ignorância, falta de tempo dedicado! Isso é uma blasfêmia! BLAS_FÊ_MI_A com todas as letras!

Sim, Jesus é manso, a palavra confirma isso (Jeremias 11:19), mas também é feroz! Não é um abobalhado manipulável pelo homem, nesse sentido Ele é intratável, não aceita afronta e é vingador cheio de FUROR (Naum 1.2; 1:12; Provérbios 16.5), pois é Deus Justo e zeloso por sua santidade e governa com justiça (Salmo 96.13). Jesus não é mansinho todo o tempo. A tolerância divina não pode ser interpretada como uma concessão ao pecado, muito pelo contrário! A palavra de Deus mostra que Ele é tardio em irar-se (Naum 1:3), mas isso não significa que ele não vá agir com justiça contra todos que praticam injustiças, porque o nosso “Deus é fogo consumidor!” (HEBREUS 12:29). DEUS VAI AGIR COM JUSTIÇA CONTRA TODOS QUE PRATICAM INJUSTIÇAS! Vai mesmo!

Amados, quem estuda a palavra de Deus conhece mais a Deus! A palavra é para ser conhecida e aplicada em nossas vidas. Não existe outra forma de fazer isso senão pelo estudo da palavra! Se o infeliz do autor do texto que citei aqui hoje fosse um estudante da palavra de Deus não teria cometido a Blasfêmia de dizer que “o Leão da tribo de Judá é o diabo” (ainda usa o ‘d’ maiúsculo para diabo). O Leão da tribo de Judá é o diabo? kkkkkkkkkkkkkk

Vou dizer a vocês: Deus quer ser conhecido em todo o mundo até aos confins da terra! Para que esse tipo de erro não seja cometido, PORQUE SÃO ERROS APÓS ERROS QUE NOS LEVAM PARA LONGE DA SALVAÇÃO DO SENHOR. Jesus deixou uma missão que faria valer para o mundo a sua vida e morte na cruz. Ele deu aos apóstolos a responsabilidade de levar a palavra do evangelho ao mundo. O Senhor disse a eles: "sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra" (ATOS 1:8).

Uma incumbência foi feita aos Apóstolos e ela hoje é para todos nós! Conforme o relato de Marcos, Jesus lhes disse: "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado" (MARCOS 16:15-16).

O que vai acontecer com aqueles que não acreditam na palavra do Senhor? O verso deixa claro que serão condenados! São crendices após crendices como essa, por exemplo, de que: “o Leão da tribo de Judá é o diabo” que vão colocar muitos no caminho da condenação! A merda de um texto desses está na net para que muitos que não são entendidos estudiosos se confundam ou até mesmo acreditem numa bobagem dessas.

Mateus deixou um relato das instruções de Jesus: " 19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, 20 ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho ordenado..." (MATEUS 28:19 e 20a).

“Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho ordenado” isso mesmo! Ensinado a guardar! Quem ouve somente por ouvir a palavra de hoje, ou seja, quem somente lê, pode se esquecer dela amanhã, não se lembrarão nem do verso base, mas aqueles que guardam lembrarão todos os dias.

“Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho ordenado”, aqui temos um sujeito que ensina e outro sujeito que recebe o ensinamento. Isso é estudo! Isso é discipulado! Isso é cumprir com aquilo que Deus quer!

É exatamente isso! “Ensinando-os a guardar”, é preciso guardar dentro de nós o que nós aprendemos, se não for assim não aplicaremos em nossa vida. Se não for assim vamos escrever e ler muitas coisas em blog, site, face, em watsapp, instagran e etc. que não ajuda ninguém a seguir o caminho que leva a salvação. Se não guardamos a palavra de Deus, vamos postar nas redes sociais a nossa arrogância, egocentrismo, ostentação, decepção, indignação contra Deus e etc.! Temos no nosso tempo uma ferramenta valiosíssima que é a internet e ela deveria ser usada pelos conhecedores da palavra para anunciar as boas novas de Jesus até os confins da terra!

Quais as implicações da incumbência feita aos Apóstolos para os dias de hoje? Devemos obedecer ao evangelho (Marcos 16:16; Mateus 28:19-20). Por quê? Porque sem crer em Jesus não há esperança (Atos 4:12). Sem o arrependimento dos nossos pecados não há perdão (Atos 2:38). Sem o batismo não há remissão dos pecados e não alcançamos a salvação (Atos 2:38; Marcos 16:16) e sem o compromisso de obediência não somos discípulos de Cristo (Mateus 28:20). Fica meio complicado cumprir com tudo isso se não for um estudante da palavra, não um estudante qualquer, mas um estudante que sabe guardar o que aprendeu.

Onde estudar, onde aprender? Deus não deixa ninguém sem a oportunidade de aprender. Cada crente tem sua fonte, espera-se que cada igreja tenha sua forma de ensinar a palavra, para nós na nossa igreja temos uma grande fonte, que são nossos estudos bíblicos, as escolas e principalmente o discipulado. É dessa fonte que cada um de nós podemos retirar Água Viva! Eu me sinto parte dessa fonte, assim como muitos na nossa igreja, por isso eu sinto no dever e quero divulgar a mesma mensagem que foi pregada no primeiro século pelos os apóstolos de Cristo, pois o evangelho é único para todos (Atos 17:30; Romanos 1:16; Hebreus 2:3). Nós devemos repassar o que aprendemos da vontade de Deus (2 Timóteo 2:2).

Você discipulador discipule! Ensine o que aprendeu e guardou, ensine sobre Deus e não sobre você, você não salva ninguém, Deus é o único que pode salvar! E você discípulo aprenda aguardar o que aprendeu, se você não aprende sobre Deus com seu discipulador, mas sobre quem é seu discipulador, mude isso, busque ver com seus próprios olhos o que a palavra de Deus diz, vá buscar quem te ensine, alguém como o Apostolo Paulo que não vive mais nele, mas Cristo sim (Gálatas 2:20)!

Bem... o que eu quero falando isso tudo? E eu aprendi uma verdade, não uma interpretação minha, mas uma verdade: JESUS CRISTO É O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ! E é isso que quero ensinar para vocês hoje! O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ NÃO É O DIABO, mas sim Cristo Jesus que morreu na cruz!

É certo que por causa das características ferozes e predatórias do leão ele também foi usado para representar os iníquos (Salmo 10:9), as pessoas que se opõem a Deus e seu povo (Salmo 22:13; 35:17; 57:4; Jeremias 12:8), os falsos profetas (Ezequiel 22:25), os governantes e os príncipes iníquos (Provérbio 28:15; Sofonias 3:3), a Potência Mundial Babilônica (Daniel 7:4) e o Diabo (1Pe 5:8). E também a fera de sete cabeças e dez chifres que procede do mar, que deriva sua autoridade de satanás, foi representada como tendo boca de leão (Re 13:2). O leão e a serpente indicam o poder do inimigo (Salmo 91:13).

É certo que o leão foi usado para representar tudo isso, mas daí dizer que “O Leão da tribo de Judá é o Diabo?” Kkkkkkk trelas de tanto rir! O infeliz que escreveu isso deve ter uma bíblia sem o livro de Apocalipse! Se esse cara estivesse razão teríamos que rasgar das nossas bíblias a passagem de Apocalipse 5:5 que estou usando de texto base: "... Não chores; eis aqui O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ, A RAIZ DE DAVI, QUE VENCEU...".

Segundo Russel Norman Champlin Ph.D. em teologia e filosofia (que tem minha admiração) disse que por diversas formas a palavra ‘leão’ aparece na bíblia (cerca de 155 vezes no Antigo Testamento e 9 vezes no Novo Testamento).

Para Champlin, há vários usos figurativos para a palavra leão na bíblia: “c- A comunidade religiosa de Deus é comparada a um leão, por ser fortalecida por Deus, uma vencedora, portanto, terrível para os que lhe faz em oposição (Miqueias 5:8). d- Os santos do Senhor são leões, em face de sua ousadia e poder no serviço que prestam a Deus (Provérbio 28:1). e- A tribo de Judá era chamada de leão, em face de seu poder e coragem, o que resultou em muitas notáveis conquistas (Gênesis 49:9). Outro tanto foi dito acerca de Gade (Deuteronômio 33:20) e de Dã (Deuteronômio. 33:22). f- Inimigos cruéis e poderosos são chamados leões (Isaias 5:29; Jeremias 49:19). g- Os temores imaginários dos preguiçosos são quais leões que caçam e ameaçam (Provérbio 22:13). h- Um leão amansado simboliza o homem natural, subjugado pela graça divina (Isaias 11:7; 65:25). i- A paz será estabelecida na terra quando o leão e o boi puderem habitar juntos, e o leão comer erva, em vez de ser um animal carnívoro (Isaias 11:7). j- Um leão alado simbolizava Nabucodonosor, rei da Babilônia, em certa visão de Daniel (Daniel 7:4). l- Nos sonhos e nas visões. O leão pode simbolizar apetites ferozes e devoradores; a força brutal, os instintos incontrolados. Entrar em luta com um leão indica contender com algum problema ou força poderosa e potencialmente destrutiva. O leão pode indicar orgulho e coragem, ou perigos à espreita, ou o temor imposto por problemas destruidores. Um leão e um cordeiro indicam união e compatibilidade, a união de opostos, como os instintos e o espírito. m- Satanás é um leão que vive cercando e prejudicando aos santos do Senhor (I Pedro 5,:8)”.

E também diz Champlin que: “a- Deus é comparado a um leão, devido ao Seu poder direito de julgar, etc. (Oséias 5:14; Amós 1:2; 3:8). b- CRISTO É O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ. A referência bíblica principal é Apocalipse 5:5”.

Mas porque Jesus é chamado de “O Leão da tribo de Judá”? O que significa e de onde provém essa expressão atribuída a Jesus?

Vamos lá... Segundo o que vimos, Champlin relata Apocalipse 5:5 como referencial principal! Sigamos então... O Apostolo João, quando foi arrebatado aos céus (Apocalipse 4:2), viu um livro selado por dentro e por fora, com sete selos e este livro estava nas mãos de Deus e também viu um anjo dizendo: “Quem é digno de abrir o livro e de desatar os seus selos? (Apocalipse 5:2).

A palavra diz que ninguém no céu, nem na Terra, nem debaixo da terra, podia abrir ou olhar o livro (Apocalipse 5:3). E o Apóstolo João chorava muito, porque ninguém fora achado digno de abrir o livro, nem de ler ou olhar para ele. Mas um dos anciãos que estavam próximos falou: “Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu (venceu poderosamente como um leão), para abrir o livro e desatar os seus sete selos” (Apocalipse 5:5).

O Apostolo João discorre: “11 E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares, 12 Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças” (Apocalipse. 5:11 e 12).

O livro que João estava vendo contém o relato daquilo que Deus tem reservado para o mundo. Os sete selos indicam a importância de seu conteúdo e SOMENTE O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ QUE É CRISTO, É DIGNO DE ABRI-LOS.

Ainda segundo Champlin, a referência bíblica onde Cristo é chamado como Leão “parece ter sido sugerido ou tomado por empréstimo de Gêneses 49:9, onde Judá é chamado de ‘leãozinho’. 1. Cristo é o poderoso leão que abre os sete selos do julgamento em Apocalipse 5:5, e assim cumpre a vontade de Deus, em contraste com Satanás (o leão), que assedia e prejudica aos santos do Senhor (I Pedro 5:8). 2. Cristo é da tribo de Judá (Mateus 1:1.20; 9:27; 12:23; Romanos 1:3; 2 Timotéo 2:8). 3. Cristo é associado ao julgamento divino, e isso com uma qualidade incansável, sem dar quartel, tal como o leão salta subitamente sob a sua presa. Talvez os trechos de Isaias 38:13; Lamentações 3:10; Oséias 5:14 e 13:8 sugiram a questão. 4. O Leão de Judá derrotou a águia romana, o principal adversário da Igreja quando foi escrito o livro de Apocalipse, que contém esse simbolismo. 5. O trecho de IV Esdras 12:31.32 retrata o Messias a atacar e derrotar Roma, onde ele aparece como o Leão que dominou a águia. Essa passagem pode ter sugerido o uso desse simbolismo no Apocalipse do Novo Testamento. 6. De modo geral, podemos pensar que o leão simboliza Cristo em sua força, coragem, autoridade e determinação, o que o capacita a ser o Cabeça e Protetor da Igreja cristã”.

Obs.: O livro citado por Champlin no trecho a cima, IV Esdras, não está na bíblia, IV Esdras é um livro apócrifo, livro não inspirado por Deus, o termo significa: ‘oculto’, ‘escondido’, os livros apócrifos são de valor documental para o conhecimento da história, cultura e religião dos Judeus.

Fica claro que Jesus havia provado que era digno de abrir os selos e o livro, por ter vivido uma vida de perfeita obediência a Deus, por ter morrido na cruz pelos pecados do mundo como um cordeiro manso, porém IMPONENTE COMO UM LEÃO. O Leão da tribo de Judá derrotou o pecado, a morte, o inferno e o próprio satanás. O leão foi ressuscitado para mostrar seu poder e autoridade sobre tudo! Graças ao sacrifício de Jesus, Leão e Cordeiro, ganhamos a salvação!

Quando aceitamos Jesus como nosso salvador passamos a andar juntinho de Deus. Paulo fala aos Efésios assim: “Mas agora, unidos com Cristo Jesus, vocês, que estavam longe de Deus, foram trazidos para perto Dele pela morte de Cristo na cruz” Efésios 2:13. 
Uma música do cantor e compositor Jesus Adrian - Indomable - foi usada por Deus para ministrar ao meu coração em um devocional, fui muito ministrada e senti Deus intimamente e fortemente, Ele estava ali comigo, eu não estava sozinha, quando a música entrava por meus ouvidos não entrava por um lado e saia por outro, a música me tomou por completo, eu me enchi do Espirito Santo e não houve um espaço vazio em mim! As lagrimas foram incontroláveis e arrepios percorreram meu corpo. Deus estava ali! E Deus me disse: “EU SOU O LEÃO QUE ANDA COM VOCÊ! E Ele me deu a palavra que trago aqui hoje. Eu gostaria de compartilhar a letra com vocês que diz:


Indomable y fuerte       
Eres el león
Manso y temible
Hijo de Dios
Siempre estás conmigo
Cuidas mi camino
Y confiado en ti siempre estaré


Indomável e forte
O Senhor é o leão
Manso e temível
Filho de Deus
Sempre está comigo
Cuida do meu caminho
E confiado em Ti sempre estarei
Eres el león que siempre va conmigo
Aunque eres confiable, no eres predecible
Aunque eres tan bueno, no eres manejable
Eres el león

O senhor é o leão que sempre vai comigo
Embora seja confiável não é previsível
Embora seja tão bom não é gerenciável
O Senhor é o leão
Eres el león que cuida mi camino
Siendo tan feroz aun eres mi amigo
Nadie te puede domar pues tú eres libre
Eres el león

O Senhor é o leão que cuida do meu caminho. Sendo tão feroz ainda é meu amigo. Nada te pode domar, pois é livre
O senhor é o leão
Eres indomable como el viento
Tan profundo son tus pensamientos
Que tomara una eternidad, para entender tu majestad
Cordero y León
Jesús hijo de Dios…

O Senhor é indomável como o vento
Tão profundo são os seus pensamentos
Que tomará uma eternidade para entendermos sua majestade
Cordeiro e Leão
Jesus, filho de Deus...
Eres el león que ahuyenta al enemigo
Aunque eres temible, no eres intratable
Y aunque tu sarpada duele, eres amable, hieres por amor.

O Senhor é o leão que persegue o inimigo
Embora seja temível não é inacessível
Embora sido ferido, é amável, e foi ferido por amor
Eres indomable como el viento
Tan profundo son tus pensamientos
Que tomara una eternidad, para entender tu majestad
Cordero y León
Jesús hijo de Dios...

O Senhor é indomável como o vento
Tão profundo são os seus pensamentos
Que tomará uma eternidade para entendermos sua majestade
Cordeiro e Leão
Jesus, filho de Deus

Esse ‘leão da tribo de Judá’ é Jesus, venceu por mim e por você e hoje vive e reina para sempre ao lado do Pai. É esse Leão que anda com cada um de vocês que são de Deus! E não há nada mais forte e poderoso do que Ele. Em 1 JOÃO 4.4 diz: “Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS do que o que está no mundo”.

“7 Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e CONHECE a Deus. 8 Aquele que não ama NÃO CONHECE a Deus; porque Deus é amor” (1 João 4:7 e 8). Lembrando que esse conhecer não é superficial, mas sim íntimo! Assim sendo: Não há motivo para ter medo de dificuldade, adversidade ou qualquer outra coisa. Não há motivo para medo! Não quando se tem um Leão desses do seu lado! Não tenham medo! Não tenham medo porque Jesus disse: “...É-me dado todo o poder no céu e na terra” (MT 28.18).

Não tenham medo! Porque o Leão que anda com vocês é amor, “No amor não há medo, antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo tem consigo a pena, e o que tem medo não é perfeito em amor” (1 João 4:18). Ainda em Salmo 23:4 diz: “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo...”.

Não tenham medo! Porque o Leão que anda com vocês é o Leão que conduz cada um de vocês, em Isaias 63.9 diz: “Em toda a angústia deles ele foi angustiado, e o anjo da sua presença os salvou; pelo seu amor, e pela sua compaixão ele os remiu; e OS TOMOU, e OS CONDUZIU TODOS OS DIAS da antiguidade”. É esse o Leão que conduz cada um de vocês, todos os dias de sua vida, em todos os dias, dias de bênçãos e também dias de escuridão.

Não tenham medo! Deus é o lugar para onde podem fugir, “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro BEM PRESENTE na angústia” (Salmos 46). Percebam que Deus é o nosso socorro bem presente, presente na angustia, Ele não fechou os olhos a vocês, Ele conhece a angustia de vocês e mesmo que isso não pareça a vocês, Ele está “bem presente”, bem perto em poder e totalidade, bem ao lado de vocês! Não tenham medo! porque o Leão que anda com vocês é o maior de todos os leões! É o Leão forte, indomável e invencível, o Leão da tribo de Judá!

O que o trecho da musica (Indomable – Jesus Adrian) diz?


Indomable y fuerte       
Eres el león
Manso y temible
Hijo de Dios
Siempre estás conmigo
Cuidas mi camino
Y confiado en ti siempre estaré


Indomável e forte
O Senhor é o leão
Manso e temível
Filho de Deus
Sempre está comigo
Cuida do meu caminho
E confiado em Ti sempre estarei

Há uma profecia que está em Isaias 7.14 que diz: “Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel”. Essa profecia se cumpriu! Podemos ver seu cumprimento em Mateus 1:23 que diz: “Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, que traduzido é: DEUS CONOSCO”.

Este é o Leão que está conosco, Emanuel! Emanuel significa Deus conosco. O Deus presente, YEHOVA SHAMÁ, que significa “Deus está aqui”! Jesus está aqui do meu lado e do seu lado. E este é o Leão que sempre vai comigo irmãos, que me guia pelo vale da sombra e da morte, que me sustenta, que me dá a oportunidade de aprender Dele, que me diz para guardar suas palavras, que enxuga minhas lagrimas, que me fortalece, que me levanta quando eu caio, que me prepara para as tempestades, que me dá cobertura, que me abraça e protege. Este é o Leão que SEM-PRE VAI CO-MI-GO!

Eres el león que siempre va conmigo
Eres el león
O senhor é o leão que sempre vai comigo
O Senhor é o leão


Creiam: Jesus foi forte o suficiente para cumprir com a missão Dele... O verdadeiro Leão da tribo de Judá! Jesus Cristo é de fato o Leão! É o Leão que sempre vai com todos vocês!

Abram os olhos espirituais e olhem do lado de vocês agora, o que veem? Eu com meus olhos espirituais vejo um leão enoooorme e majestoso do meu lado!

Ouçam a música Indomable - e deixem o Espirito Santo encher vocês de forma que não sobre espaço vazio em vocês, se permitam serem ministrados, se permitam sentir a presença Dele, deixem as lagrimas escorrerem e Ele enxugará cada uma delas, Ele está do lado de vocês, Ele está em vocês, se sintam seguros Nele. Sinta-O e sejam gratos em adoração ao Rei.

“...eis aqui O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ, a raiz de Davi, que venceu...”
Apocalipse 5:5

“... e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém”
Mateus 28:20b.


Graça, Paz e Excelente companhia a todos!

Pastora Adriana Reis